No PSB, a máxima é a seguinte: o último a sair que feche à porta

A tendência dos próximos dias é o PSB se tornar num partido cacareco e sem voto. O ex maior líder socialista Ricardo Coutinho está em queda e com a Operação Calvário roçando-lhe o pescoço. Pelo menos 16 prefeitos acompanharam o governador João Azevedo na desfiliação da legenda.

O portal Paraíbaja levantou que outros prefeitos que ainda não decidiram publicamente estão de saída, como de saída também já anunciaram os vereadores pessoenses Tibério Limeira e Léo Bezerra, também o deputado estadual Adriano Galdino (presidente da Assembleia).

E mais: Ricardo Barbosa, Hervázio Bezerra e Pollyanna Dutra, por enquanto. Dois secretários oriundos da gestão do ex já anunciaram desfiliação. São eles: Geraldo Medeiros (Saúde) e Deusdette Queiroga (Infraestrutura e Recurso Hídricos.

Quanto aos prefeitos que anunciaram desligamento do PSB, eis a relação: Benício Neto (Pilar), Chico Mendes (São José de Piranhas), Dr. Lúcio (Itabaiana), Fernando Naya (Rio Tinto), George Coelho (Sobrado), Marcelo Monteiro (Lucena), Nobinho (Esperança), Roberto Feliciano (Sapé), Ricardo Pereira (Princesa Isabel) e Tiago Castro (Cabaceiras).

É aquela história: o último que sair feche à porta e apague a luz.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.