‘Parem de querer prejudicar quem foi eleito democraticamente’

O deputado federal Julian Lemos, também presidente estadual do PSL, caiu na graça da chamada grande imprensa do país. Ele aparece numa reportagem do Estadão sendo denunciado de apresentar notas fiscais de empresa de fachada para justificar reembolso de verba indenizatória.

Julian teria gastado certa importância da verba da Câmara para imprimir panfletos e 70 mil informativos ao todo como um balanço dos primeiros meses de mandato.

Claro que a reação foi imediata como nada tem a ver com a “história do Brasil”, contando pelo jornal Estado de São Paulo, tendo considerado a matéria como “desonesta” e rechaça a reportagem assim:

“Parem de prejudicar quem foi eleito democraticamente pela vontade do povo”, disse. Julian pedem respeito aos paraibanos, em especialmente os paraibanos.

É o desmentido de Julian Lemos ante o “Fake News” do Estadão.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.