Currículo do diretor de arbitragem da FPF é de causar ‘inveja’

Chama-se Arthur Alves Júnior o diretor de arbitragem da FPF – Federação Paraibana de Futebol, cujo currículo é de causar “inveja” a qualquer ser humano.

Segundo noticiado pelo Polêmica Paraíba, a ficha policial do dirigente da entidade futebolística é desde suposto crime de assédio moral e sexual até o uso de dinheiro indevido.

Ocorreu na época em que Arthur trabalhou na Federação Paulista de Futebol, de onde saiu com uma reputação nada recomendável. E como ele veio parar aqui?

A pergunta que não quer calar o blog sabe, mas só é possível revelar quando os documentos desembarcar no e-mail do repórter.

Porém, em matéria veiculada ontem o Polêmica Paraíba já antecipou detalhes do mistério envolvendo o auxiliar da gestão Michele Ramalho, cuja eleição para presidente da FPF é questionada por suposta denúncia de fraude.

A gestão dela está sendo investigada pelo Gaeco do Ministério Público.

3 comments

  1. Meu Deus já não bastou Rosilene e Amadeu!!! Ainda chega uma mulher que nós não sabemos de onde saiu para governar a FPF. Depois de longa pesquisa descobriram que essa mulher é amiga íntima de Dele Nero, era auditora do STJD pela proteção do amigo íntimo. Pq ela veio parar na Paraíba, perguntamos a Amadeu e Rosilene que foram cabo eleitoral dela. Pobre futebol paraibano.

  2. O Arthur Alves Junior é secretário geral da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol, como atual presidente Salmo Valentim e seu Tesoureiro Arilson Bispo estando na pré-temporada local.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.