PGR pede e Supremo arquiva inquérito contra senador Cássio

Ganhou repercussão nacional, até por se tratar do vice-presidente do Senado, o pedido da PGR para arquivar o inquérito aberto com base na deleção da Odebrecht para investigar Cássio Cunha Lima.

A Procuradoria pediu e o ministro Gilmar Mendes arquivou de pronto. Na verdade, o que se apurou nada foi constatado com o senador paraibano, candidato à reeleição.

Delatores haviam denunciado Cássio de ter recebido R$ 800 mil da empresa via caixa dois na campanha do tucano a governador do Estado em 2014. Nada foi confirmado.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou que não foram coletadas provas suficientes para dar continuidade à investigação.

E ponto final na investigação.