Petistas daqui queriam R$ 500 mil, o que ganhou a irmã do ‘golpista’

O Petê daqui não engole o Petê superior, que destinou R$ 500 mil para o “golpista” André Amaral, conforme assim considerou Anísio Maia, deputado estadual e candidato à reeleição.

Na verdade, o meio milhão de reais não veio diretamente para a conta de campanha de André, deputado federal e, sim, para a irmã Malu, candidata a AL. Mas deduz que o dinheiro veio batendo pelas tabelas.

Aliás, não é só Anísio que está uma “arara” com o petismo nacional, Zé Paulo, Frei Anastácio e Marcos Henriques também. “Enquanto distribuíram R$ 500 mil para um filiado de um partido ‘golpista’, só recebemos R$ 44 mil”.

Marcos Henriques, vereador de João Pessoa e candidato a deputado federal, desabafou em entrevista na emissora de rádio. “O que se pode dizer dessa situação? Eu, particularmente, estou decepcionado”, comentou Zé Paulo.

A informação é que os petistas podem fazer “corpo mole” para a campanha de Haddad na Paraíba. Mas esse é o Petê que todo mundo conhece. Esquece os amigos, porque é amigo, é investe no inimigo.