Leto, a primeira-dama e mais seis pessoas viram réus na ‘Xeque-Mate’

Em decisão unânime, o Poder Judiciário acolheu a denúncia contra Leto Viana, prefeito afastado de Cabedelo, a primeira-dama Jaqueline Monteiro França, o vereador Lúcio Nascimento e mais seis investigados.

Além de acatar a denúncia, os desembargadores mantiveram as prisões preventivas decretadas durante a operação “Xeque-Mate” por implicação em diversas irregularidades contra o erário público.

Ainda são réus Marcos Antônio dos Santos, Inaldo Figueiredo da Silva, Tércio de Figueiredo Dornelas Filho, Antônio Bezerra do Vale Filho e Adeildo Bezerra Duarte, também a prisão domiciliar de Leila Viana.

Relator do processo, o desembargador João Benedito disse:

“A denúncia descreve perfeitamente a ocorrência de fato típico, antijurídico e culpável, havendo indícios suficientes da autoria e prova inicial segura da materialidade, com possibilidade de prosperar a imputação, tornando viável, consequentemente, a acusação”.