Interino espera julgar o mérito para manter esposa

O prefeito interino de Cabedelo, Vitor Hugo (PRB), acusou o golpe e mandou exonerar a esposa Daniella Rondoni, nomeada por ele para à chefia da Procuradoria-Geral do Município. Fez chateado, pois, conforme comentou, “Daniella é reconhecidamente uma das maiores advogadas de todo o Estado”.

A exoneração aconteceu depois que o conselheiro Antônio Cláudio Silva, do Tribunal de Contas, ordenar a demissão acolhendo pedido do Ministério Público de Contas. Cláudio Silva ainda pediu esclarecimento sobre denunciada ao gestor.

Quer explicações convincentes, sob pena de aplicação de multa e demais cominações legais. Vitor Hugo não se deu por vencido e deixará o cargo vago até o julgamento do mérito na Corte de Contas.

Blog com o Paraíba.com.br