RUY, o desagregador, o que desune o ninho dos tucanos

Romero Rodrigues culpou o presidente estadual do PSDB, Ruy Carneiro, pela sua não-candidatura à sucessão governamental nas eleições deste ano. O tucano tem toda razão e isso vem gerando uma crise no partido e o descontentamento do prefeito de Campina Grande.

O que Ruy fez com Romero, agiu da mesma forma quando travou a candidatura do ex-senador Cícero Lucena em 2010. Desta vez, o presidente dos tucanos apresentou a primeira-dama de Campina Grande como alternativa de vice na chapa de oposição, travando a movimentação do prefeito.

“Ruy colocava minha esposa como vice todo dia, eu era candidato e a minha esposa vice todo tempo isso trouxe certo desconforto para minha pré-candidatura nesse período porque você defende uma tese aqui e ele outra lá, sendo que na condição de presidente do meu partido, tinha força”.

Conforme Romero, “isso passou, agora é olhar para o futuro, para o horizonte”, concluiu.