LÉO GADELHA defende a unificação das oposições

Em conversa com o blog neste domingo (4), o pré-candidato a deputado federal Leonardo Gadelha (PSC), ex-presidente nacional do INSS, disse que seu partido defende a unificação da oposição, “se possível em torno de uma única candidatura a governador”.

 

Para ele a desistência de Luciana Cartaxo (PSD) não estava nos planos, mas uma decisão que não deverá separar os partidos integrantes do grupo de oposição. “Vamos sentar com Maranhão, Cássio e Romero e decidir já um único nome para a disputa”, afirmou.

 

A oposição precisa estar com o bloco na rua antes de 7 de abril, prazo final para desincompatibilização, conforme entendimento de Léo Gadelha, ex-deputado federal e estadual. “Sem dúvidas, acho que já deveríamos estar trabalhando neste sentido”.

 

Gadelha acentuou que esta semana será de entendimentos, “de diálogo constante para trabalharmos a unificação da oposição”. Ele informou que o senador Cássio (PSDB) já ligou para o presidente do PSC, Marcondes Gadelha; “Maranhão conversou conosco e devemos ter um papo também com Romero”.

 

Então, para a oposição o tempo agora é o senhor da razão.