Bruno admite saída do PSDB; campo hoje é desfavorável

O PSDB Estadual está na iminência de sofrer um grande desfalque. O deputado Bruno Cunha Lima, tucano e líder da oposição, está avaliando se vale a pena continuar no ninho. O desgaste partidário faz do parlamentar um refém participando da legenda.

Desanimado, em entrevista ao blog de Fabiano Gomes, ele afirmou: “Da forma como está, ninguém consegue enxergar um palmo na frente do nariz. A gente não sabe como as coisas vão acontecer daqui a uma semana”

E arrematou: “Eu, particularmente, sou de uma geração que não tem compromisso com o erro. Sou egresso da política estudantil”.

Entre os argumentos para uma possível saída, a pesquisa recente realizada pela legenda mostrando que 75% dos brasileiros não acreditam que o próximo presidente será um tucano. A partir ascendeu uma luz amarela na sala do deputado Bruno Cunha Lima.