Daniella: ‘CCJ não pode ser escritório do Governo’

Os vetos do governador aos projetos oriundos do legislativo deram o que falar nesta quarta-feira (16). A deputada Daniella Ribeiro (PP) veio à boca do palco e cravou: “A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) não pode ser escritório do Governo”.

Deu-se por causa do veto do Palácio da Redenção a um projeto de lei do deputado Nabor Wanderley (PMDB), que tratava de atendimento prioritário a pessoas portadoras de epilepsia. O texto tratava de “prevenção” e, de acordo, com o deputado Renato Gadelha (PSC), médico, “não se previne esse tipo de doença”.

Depois de muita discussão, os deputados acordaram com a derrubada do veto. Ou seja, entre mortes e feridos salvaram-se todos, ficando apenas a frase proferida pela deputada Daniella: “A CCJ não pode ser escritório do Governo”.

Uma provocação.