BERG SEGUE PRESO; ATÉ QUANDO NÃO SE SABE

Berg Lima (sem partido) vai continuar na carceragem de uma unidade penitenciária da Polícia Militar, localizada no Valentina de Figueiredo. Nesta manhã de quarta-feira (9), um pedido de vista do desembargador Osvaldo Trigueiro do Vale manteve o prefeito afastado de Bayeux sem liberdade. O processo somente voltará a pauta de julgamento dentro de 15 dias.

Preso desde 5 de julho, dia em que foi preso em flagrante após receber suposta propina de um empresário prestado de serviço da Prefeitura de Bayeux, Berg praticamente teria conseguido a liberdade, já que o relator Marcos Willian tinha votado pela sua liberdade. Porém, no voto seguinte do julgamento o desembargador Osvaldo Trigueiro pediu vista, fazendo a apreciação de o processo voltar para estaca zero.

O voto do relator era no sentido de revogar a prisão, cumprimento de medidas cautelares, a exemplo de proibição do acesso aos órgãos públicos de Bayeux, ausentar-se da Comarca e, além do pagamento de uma fiança no valor de 20 salários mínimos. Portanto, a situação do prefeito afastado segue como antes, com ele preso e o pedido de liberdade parado.