Tyrone está enrolado com o MPE, que pede sua cassação

Pelo jeito o prefeito Fábio Tyrone (PSB) não emplaca o ano das eleições estaduais, após o Ministério Público Eleitoral (MPE) pedir a cassação do seu mandato, também do vice Zenildo Oliveira (PSD). Foi pedida a cassação dele na Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) por abuso de poder econômico durante as eleições municipais de 2016.

No documento, o promotor Samuel Miranda Colares pede novas eleições. A eleição da chapa Tyrone/Zenildo foi questionada pelo então prefeito André Gadelha (PMDB), quando este disputou à reeleição e perdeu.

A AIJE foi interposta pela coligação representada pelo então prefeito André Gadelha (PMDB), que perder à reeleição. No documento, o promotor Samuel Miranda Colares. As acusações são baseadas nas realizações de festas promovidas pelo vice-prefeito Zenildo Oliveira e o prefeito Tyrone.

O parecer pede, ainda, a inelegibilidade de oito anos para o prefeito e vice com base na Lei da Ficha Limpa. A notícia foi veiculada pelo portal Repórter PB, editado por Pereira Júnior.