TRE decide se condena ou absolve a chapa RC/Lígia

Com 3 a 1 pela absolvição do governador Ricardo Coutinho (PSB), o julgamento do pedido de cassação dele no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB), na chamada Aije da PBPrev, será retomado daqui a pouco. Os trabalhos no Pleno da Corte inicia-se a partir do pedido vista do juiz federal Emiliano Zapata e segue, caso haja continuidade, com o voto do juiz Antônio Carneiro.

O julgamento poderá acabar empatado (3 a 3), caso os próximos juízes resolvam condenar o governador Ricardo e a vice Lígia Feliciano, conforme pedido do Ministério Público Eleitoral em parecer devastador. No entanto, o voto do desembargador-relator Romero Marcelo foi pela absolvida. Em seguida, o juiz Márcio Maranhão votou pela absolvição.

A juíza Michellini Jatobá pediu vista, mas na semana passada apresentou o voto pela absolvição da chapa, seguida pelo juiz Breno Wanderley. Se houver empate, o “voto minerva” será dado pela desembargadora-presidente Maria das Graças.

Nesta quinta-feira (4), as atenções se voltam para o julgamento da Aije da PBPrev, depois que no plano nacional a Procuradoria Geral Eleitoral, com acento no Tribunal Superior Eleitoral, pediu a cassação do governador Ricardo Coutinho, e mais a inelegibilidade dele por oito anos. O caso é aquele da Aije Fiscal.

E haja Aij’s.