Prefeitura não cogita mudar o regime previdenciário

A gestão municipal de João Pessoa não pretende se adequar as medidas impopulares do Governo Federal, a exemplo do plano de reforma previdenciária debatida em Brasília, a começar do Palácio do Planalto ao Congresso Nacional – Senado e Câmara dos Deputados.

Nesta quinta-feira (30), o secretário do IPM (Instituto de Previdência do Município), Diego Tavares, garantiu que o assunto está fora de cogitação, em que pese já haver montado um grupo de estudos para analisar possíveis fraudes com aplicação de requisitos aos pensionistas.

“O Planalto dá a liberdade para que os municípios e estados façam suas modificações, e aí eu entendo porque cada um tem sua realidade. Nós temos aqui um panorama que estamos relativamente equilibrados e bem melhor que muitos institutos de previdência. Portanto, o prefeito Luciano Cartaxo não vê necessidade de grandes mudanças”, afirmou Tavares.

Quem atingiu o nível de popularidade que vai nas alturas não quer arriscar com medidas que venham atingir os servidores municipais. Ou seja, o pensamento é: deixa quieto.