Rebeldes do PMDB podem estar preparando a saída

Até que venha um desmentido, o blog torna público uma informação repassada ao repórter acerca da movimentação dos peemedebistas Raimundo Lira e Veneziano Vital do Rêgo, líderes da “rebelião” que movimentou o PMDB Estadual na semana passada. A notícia, a ser confirmada oficialmente, dá conta de uma preparação de criação de uma nova legenda.

Claro, incentivada pelo governador socialista Ricardo Coutinho, que liderou um movimento contrário a ascensão do peemedebista Michel Temer à Presidência da República, depois do impeachment da petista Dilma Rousseff. RC ainda considera o Governo Temer “ilegítimo”.

Além de Lira e Veneziano, outros rebelados do PMDB são os deputados federais Hugo Motta e André Amaral – assumiu recentemente a vaga de Manoel Júnior, vice-prefeito de João Pessoa e parlamentar com pouco mais de 6 mil votos – e os estaduais Nabor Wanderley e Ricardo Marcelo, que também caíram no colo do governador Ricardo.

A informação requer confirmação, mas a julgar pela movimentação é o que poderá acontecer porque os “rebelados” peemedebistas estão sem ambiente no PMDB Estadual e Federal, por estarem ligados diretamente a uma articulação a um governador que é contra o presidente Michel Temer. Os federais também devem abrir uma dissidência contra o Governo Federal.