PMDB: Zé Maranhão é vítima de atos de intimidações

Impressionado com o clima de guerra nestes momentos finais da campanha em Araruna, o PMDB do senador José Maranhão jogou no asfalto uma nota de repúdio contra as agressões desta sexta-feira (30) ao parlamentar e demais militantes do partido, entre elas a prefeita Wilma Maranhão e outros militantes peemedebistas. Na tentativa de impedir a presença de JM na cidade, adversários políticos do grupo tentaram impedir o pouso do avião particular do senador no aeroporto local.

Os dirigentes peemedebistas condenaram o clima de violência e, segundo o texto da nota desta que “o partido conclama as autoridades constituídas para exerçam seu papel institucional no sentido de manter a ordem e assegurar as liberdades individuais a todos os cidadãos, e oferecer segurança para que todos possam desempenhar seu papel constitucional na democracia que pressupõe eleições livres e sem pressão de qualquer ordem”.

O episódio: A imprensa noticiou que “o senador foi surpreendido ao tentar aterrissar com o avião particular no aeroporto e encontrar vários veículos obstruindo sua passagem. O carro da atual de Wilma foi apedrejado quando se aproximava da sua fazenda, enquanto o veículo do vereador e candidato a prefeito, Lulinha (PMDB), teve os quatros pneus cortados por adversários enfurecidos.”

O senador Maranhão reagiu: “impressionado com o clima de guerra estabelecido numa cidade que sempre foi tão pacata”.