MJR confirma participação no julgamento de Eduardo Cunha

A polêmica, sem sentido algum, sobre a presença do deputado Manoel Júnior (PMDB) no julgamento de cassação de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) se transformou no assunto do momento. Toda a mídia se mobilizou em saber se  o parlamentar, também candidato a vice-prefeito na chapa à reeleição de Luciano Cartaxo (PSD); vai participar da sessão da segunda-feira (12).

Disse que não sabe ainda como votar. “Minha posição será partidária e eu não sei como o partido vai encaminhar o voto”, comentou. Não esconde o foco na corrida eleitoral em João Pessoa, mas não esconde que há um interesse grande dos adversários de Cartaxo acerca de seu posicionamento no julgamento de cassação de Cunha.

O interessante, e seus adversários têm ciência, é que Manoel Júnior nunca escondeu que á aliado do ex-presidente da Câmara Federal. “Não sou como outros, que aqui é uma coisa e lá (Brasília) é outra”. A declaração aguçou a curiosidade da mídia. No entanto, evitou falar de quem estava se referindo.

Nem precisa, porque seu concorrente Wilson Filho (PTB) também é deputado federal e deve comparecer pra votar em Cunha, ou contra Cunha.