Socialista joga ‘água fria’ no ‘chapão’ em torno de Cartaxo

Vem de um socialista a avaliação de que o nome do deputado federal Manoel Júnior (PMDB) não cai muito bem na chapa do governista municipal Luciano Cartaxo (PSD), candidato à reeleição nas eleições deste ano. Pedindo para não citar seu nome, “pois não me cabe o envolvimento nesta discussão”, ele disse que o peemedebista “puxa a chapa para baixo”, lembrando questões nacionais, a exemplo da amizade do parlamentar com Eduardo Cunha, um dos pontos usados para justificar sua analise.

Ao expor seu entendimento sobre a possível formação do “chapão” para a campanha deste ano na capital com PSD/PMDB/PSDB, o interlocutor do blog não hesitou em fazer o seguinte comentário:  “É a chapa que nós sonhamos”, se referindo a expectativa do grupo da pré-candidata socialista Cida Ramos, da qual o personagem faz parte e analisa que ela vai crescer por causa do erro de estratégia do adversário.

“Eu custo a crer que o PMDB vá aceitar estar na mesma coligação com o PSDB. As duas principais lideranças desses partidos José Maranhão e Cássio Cunha Lima não se afinam, mostraram isso nas campanhas passadas, a mais recente de 2014. Por isso, acho que não estarão no mesmo palanque”, avaliou.

Disse também acreditar que os peemedebistas estão mais para manter o cenário de candidatura própria com o nome de Manoel Júnior, “até porque o PMDB não tem esse perfil de coadjuvante. É só analisar as campanhas eleitorais passadas, a exemplo da que foi disputada por José Maranhão, antes da eleição dele para o Senado da República”.

Na verdade, essa indefinição dos peemedebistas deixou os socialistas sem poder se movimentar a espera desse novo e possível cenário das eleições de João Pessoa este ano.