Dilma é a mais rejeitada; Renan e Cunha em seguida

Abaixo-assinada veiculada no site Avaaz mostra que no ranking das petições a liderança é da presidente Dilma Rousseff, que está no topo da cassação de mandato. Revela que o impedimento dela atingiu a marca impressionante de 1,915 milhão. Adivinhou quem disse que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), vem logo em seguida. Ele aparece com 1,5 milhão de assinaturas.

Também acertou quem afirmou que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é o terceiro colocado com quase 1,3 milhão, que desejam a cassação do parlamentar carioca. Como se vê, o pódio dos “indesejados” está completo com os medalhistas de ouro (Dilma), prata (Renan) e bronze (Cunha).

Eis os motivos alegados para abaixo-assinado: corrupção (Dilma), “Senado limpo” (Renan) e falta de decoro (Cunha). Em outra analise, sob outro tema, quase 71 mil já pedem a cassação de Jean Wyllys (Psol-RJ) por quebra de decoro pela “cusparada” no deputado Jair Bolsanaro (PSC-RJ), no dia da sessão que decidiu pela admissibilidade do impeachment de Dilma.

Já 149 mil pedem a cassação de Bolsanaro, que ao proferir voto “sim” ao impeachment da presidente da República, homenageou um coronel acusado de tortura.

Blog/Diário do Poder