TCE breca licitação da Prefeitura de Campina Grande

Sem que se tenha conhecimento do propósito, a Prefeitura de Campina Grande tenta, por via de licitação,  realizar um serviço de pesquisa e estatística. Daí, para atrapalhar a iniciativa da gestão do prefeito Romero Rodrigues (PSDB), surgiu o Tribunal de Contas do Estado (TCE). É que uma decisão do conselheiro Marcos Antônio Costa, que expediu Medida Cautela suspendendo o processo, observou erros no procedimento e ordenou correções assinaladas pela Auditoria.

Como se vê, a maré não está para Romero. O processo decorre de denúncia que desembarcou no TCE via Ouvidoria do órgão e envolve pregões, objetivando atender trabalho técnico social para execução de atividades nas comunidades Major Veneziano I, II, III e IV, também no Residencial Vila Nova da Rainha I e II, patrocinado pela Secretaria de Planejamento.

A denúncia foi feita por uma empresa sediada em Minas Gerais – Analysis Soluções em Estatística Ltda – que alega não ter acesso aos editais dos pregões no sítio eletrônico da Prefeitura e não encontrou os editais disponíveis para consulta ou acesso.