Líder da oposição diz que Ricardo, o Barbosa, ‘seria bem-vindo’

Se depender do Palácio da Redenção, o deputado Ricardo Barbosa (PSB) não pertence mais a bancada do governo na Assembleia Legislativa, ele que ao entregar a liderança do “blocão” tornou público assuntos que desagradaram o governador Ricardo Coutinho. Tanto é verdade que, ao confirmar o substituto de Barbosa, RC sentenciou: “É leal, sincero e respeitoso”, atributos ao deputado Buba Germano, que volta a liderança do grupo formado 22 parlamentares e 13 partidos.

A oposição se mexe para conquistar o reforço chamado Ricardo Barbosa. Mas o líder do bloco e deputado Renato Gadelha (PSC) disse apenas que “seria bem-vindo, caso ele (RB) deixe a base do governo”. Ele disse que não vai procurar por ele, “pois é um parlamentar muito independente nas suas posições” e aproveitou para prestar solidariedade ao então líder da maioria.

“Prestamos nossa solidariedade a Ricardo Barbosa, mas cabe a ele decidir se fica na base do governo ou se vem e será muito bem-vindo”, referendou o deputado Renato Gadelha.

Barbosa se recupera de um mal estar que teve logo após o duro pronunciamento da tribuna da Assembleia, quando acusou “companheiros” de bancada de “apunha-lo” pelas costas. Foi conduzido ao Hospital da Unimed e depois para o Memorial São Francisco, mas a suspeita de infarto foi afastado e, depois, liberado.