Repórter secreto atesta desvio de R$ 200 milhões. Vídeo

A banalização contra a corrupção deveria funcionar como uma vacina. Para cada dose a prisão de um malfeitor, que “mata” crianças por falta de investimento na saúde ou a escassez de água porque não existe dinheiro para a tomada de providencia emergencial. Pois bem, como batizado aqui, Cajazeiras e cidades da região tremeram com o quadro “Cadê o dinheiro que estava aqui?”, exibido no programa Fantástico, da Rede Globo.

O repórter secreto Eduardo Faustino foi em busca de saber como os prefeitos das cidades polarizadas por Cajazeiras surrupiaram R$ 200 milhões, tendo descoberto diversas obras fantasmas. Foram tantas que assustaram o apresentador Tadeu Smith, que narrou a matéria. Casos repetidos, que chegaram até pedir música do Fantástico, mas o regulamento não é permitido no caso de roubalheira. Só o jogador que faz três ou mais gols na domingueira do futebol.

A matéria jornalística faz parte de uma investigação da operação batizada de “Andaime”, deflagrada pelo Ministério Público Federal da cidade de Sousa, que teve apenas o município de Marizópolis inserida no quadro “Cadê o dinheiro que estava aqui?”. O prefeito José Vieira, veja você, declarou que na cidade não tinha nenhuma normalidade. Claro que ninguém acreditou.

Vieira foi localizada pela equipe do Fantástico despachado em sua residência. Quando chamado a dá sua versão sobre as investigações, ele disse que a situação complicada na operação Andaime é do delator e construtor Francisco Justino, cuja imagem apareceu, pelo menos, umas oito vezes durante a reportagem.

Além de Marizópolis, o quadro citou as prefeituras de Cajazeiras, Cachoeira dos Índios, Monte Horebe, Bernardino Batista e Joca Claudino. Destes, somente a prefeita da última cidade prestou entrevistas. Os outros encaminharam a defesa através de notas de esclarecimentos. A reportagem revelou que mais de R$ 200 milhões foram desviados em licitações realizadas em 83 cidades.

Lembra-se do construtor Francisco Justino, o delator da operação Andaime? Só ele ganhou 177 licitações públicas. Tornou-se um delator público quando ouvido pela reportagem e disse como agia.

 


Operação Andaime denúncia por diariodosertao


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.