Cartaxo supera crise econômica como se não existisse

Não basta ser apenas um bom gerente, é preciso também, acima de tudo, ser um gestor antenado com a administração como um todo. Assim, o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) vai driblando a crise e mostrando o quão é capaz para controlar as finanças da Prefeitura e garantir a continuidade da execução das obras, o pagamento em dia do funcionalismo e do décimo quarto salário, assegurando cerca de R$ 11 milhões de bonificação para os profissionais de educação do Município.

Certamente, seus adversários da campanha deste ano vão aparecer questionando os benefícios para a cidade, mas a população vai ter o discernimento para avaliar ser uma estratégia eleitoral.  O vereador Marco Antônio (PPS), líder da bancada do governo municipal, definiu bem o atual momento: “O prefeito está transformando o problema da crise econômica em ‘desafios’, que lhe proporcionou uma superação administrativa da cidade”, frisou.

Se aprofundando no tema, o líder ressaltou: “O prefeito Luciano Cartaxo traçou medidas austeras, a exemplo do decreto assinado que lhe possibilitou tocar a gestão de modo que os efeitos da forte crise econômica que assola o país inteiro, não fossem suficientes para atrapalhar o governo…”.

“[…] Ele tem honrados os seus compromissos, tem concluído e inaugurado obras – basta lembrar que foram 70 obras só no ano passado -, e tem dado continuidade à execução de várias outras ações e obras pela cidade”, concluiu.

Em resumo, não basta apenas ser político, mas essencialmente um administrador de verdade, austero no momento mais difícil do país, sobretudo quando se tem que superar crises econômicas.

 

 


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.