Vereadores de Cajazeiras se ‘reaju$tam’; lá não há crise

Até parece que não há crise em Cajazeiras. Pelo menos a julgar pelo aumento salarial que os vereadores de lá se auto-concederam nesta quarta (13). O reajuste foi levado a voto e acertou que disse ter sido aprovado por unanimidade. Elevaram o “dindim” pago com seus impostos cidadão cajazeirense para quase 100%. Chama-se auto-concessão do tônico salarial.

Trata-se de uma brincadeira de muito mal gosto. Prova disso, é que a população se manifestou contrariamente. A propósito, foi o assunto mais comentado das redes sociais. Os vencimentos de um dos parlamentares cajazeirenses sai de R$ 6,5 mil para R$ 12 mil. Ainda teve vereador que achou pouco. Enquanto isso, um trabalhador comum recebeu R$ 50 de aumento. Deve ser o seu caso.

Tudo isso num instante em que a crise econômica está em pleno auge. A menos que Cajazeiras seja uma exceção. Pela Constituição, um vereador pode receber entre 20% e 75% do salário de um deputado estadual. Porém, não é assunto para o momento. Para acrescentar a informação, sobem também os salários da prefeita, do vice e dos secretários municipais. É mole?