Torce-se para Reginaldo Pereira não retornar nunca mais

Ninguém tem dúvidas, especialmente a justiça e nem a torcida do Flamengo, que Santa Rita ficaria civilizada se Reginaldo Pereira tomasse outro rumo e não retornasse mais ao comando da prefeitura do município. O desembargador José Aurélio da Cruz, atuando como plantonista, tomou a atitude que mais dignifica o Judiciário da Paraíba. Ele negou a liminar impetrada pelos advogados de Pereira.

Cogitava-se derrubar a decisão do juiz Gustavo Procópio, responsável pela “canetada” que cassou Reginaldo Pereira esta semana. A recusa da concessão liminar não é definitiva, porque os autos agora vai para o relator do processo, desembargador Abraham Lincoln da Cunha Lima. Ele é quem vai analisar o pedido do prefeito afastado.

“Ocorre que os efeitos da decisão vergastada (cassação) já foram operacionalizados, tendo o vice-prefeito tomado posse. Assim, inexiste urgência apta à excepcional instauração da jurisdição plantonista, por não haver indício de risco de perecimento do direito almejado durante o transcurso deste plantão, de forma que deve o pleito liminar aguardar para ser apreciado pelo Eminente Relator, em respeito o princípio do juiz natural.”

É o despacho do desembargador José Aurélio negando a liminar dos advogados impetrado em favor de Reginaldo Pereira.