Charliton sobre ausência de Cássio: ‘Ele evitou um vexame’

Presidente estadual do PT, Charliton Machado veio à boca do palco na manhã desta segunda (17) para fazer uma avaliação dos protestos de ontem contra a presidente Dilma Rousseff e o seu partido. Elegeu como alvo o senador Cássio Cunha Lima, líder do PSB no Senado, que não deu as caras para as manifestações.

Sobre o tucano, o presidente da legenda petista declarou:

– Eu se fosse ele também não teria ido. Ele evitou um vexame, proclamou o Charliton Machado durante entrevista, destacando que não houve legitimidade ao protesto realizado neste domingo (16), tendo considerado de “pauta golpista” ao fazer uma comparação ao protesto “Fora Collor” de 1992.

A propósito, das comparações do momento atual para o de 1992 o presidente petista realçou seu ponto de vista com a declaração:

– O que vemos hoje é uma manifestação elitista que descamba para um golpe.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.