Reginaldo perde mais uma; pede pra sair prefeito

A intenção do prefeito Reginaldo Pereira (Santa Rita) de realizar uma festa com grandes atrações, bandas de renomes nacionais, caíram por terra nesta sexta (22). Pretendia-se promover evento no final de semana para comemorar a festa de padroeira da cidade – Santa Rita de Cássia – à custa do meu e do seu dinheiro, enquanto o atendimento a saúde está um caos, como também estão setores da educação, de infraestrutura, além do atraso pagamento dos servidores.

Então, o que fez o desembargador Leandro Santos, do Tribunal de Justiça do Estado: não acatou a liminar de Pereira pedindo para anular decisão da juíza Lilian Cananeia a despeito do bloqueio dos recursos públicos, que seriam destinados para o pagamento das atrações culturais.

O desembargador Leandro caprichou no seu parecer:batepalma “Cabe ao Judiciário evitar má gestão. Não se trata de invasão de administração, mas de responsabilidade com o erário público e, sobretudo, respeito ao povo…”.

E respeito ao povo de Santa Rita é que o prefeito Reginaldo Pereira não tem. Pelo contrário, a população está contando os dias para o fim da atual gestão, que nada tem feito para corresponder a expectativa. Pelo contrário, tem transformado a cidade num verdadeiro caos.

Quanto ao parecer da juíza Lilian Cananeira – também com riqueza de brilhantismo – destaca-se o seguinte: “Saúde em estado precário, ambulâncias paradas, faltando médicos em 03 PSFs e até servidores sem remuneração mensal…”.

Pois bem. Santa Rita não terá a festa que o prefeito Reginaldo Pereira tanto desejou, um evento pessoal e particular, apenas para atender interesses.