PMDB quer mais cargos para ratear com aliados

Não satisfeito, o PMDB do senador José Maranhão quer mais espaço no governo, um aliado que já incomoda o Palácio da Redenção com essa cede de ocupar cargos na administração pública. Maranhão acha que o partido poderia estar em postos estratégicos do primeiro escalão e já dá sinais de insatisfação.

O pemedebê teve grande influência na reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB), com quem esperava dividir a gestão. “Mas como se isso não foi conversado”, destacou um socialista que considera o partido do senador Maranhão perfeitamente contemplado no segundo governo RC.

Maranhão não pensa como o socialista porque tenta encaixar o deputado Trócolli Júnior num cargo de maior visibilidade, que viabilizaria a sobrinha Olenka, ex-deputado, assumir a vaga na Assembleia na condição de primeira suplente.

“O nosso partido poderia ocupar cargos mais relevantes, considerando a importância que teve na vitória governador no segundo”, comentou Maranhão, presidente estadual do PMDB.

Então, ta!

A propósito, os peemedebistas ganharam um presente antecipado: a eleição do deputado Gervásio Maia para o segundo biênio da Assembleia. O que significa: vai administrar um poder dentro do micro e macro período eleitoral de 2018.

 


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.