Com ‘grande orgulho’, RC diz ser autor dos programas de estradas

Com a ação do Ministério Público Eleitoral a roça-lhe o pescoço, o governador Ricardo Coutinho (PSB), durante entrevista televisiva de final de ano, disse, “com muito orgulho”, que “sou o governador que mais construiu estradas no Estado”. Ou seja repetiu a cantilena de sempre: “nunca como antes na história da Paraíba…”.

Os governos Cássio Cunha (PSDB) e José Maranhão (PMDB) são coadjuvantes desse programa de melhoria da malha viária da Paraíba, embora fosse na gestão do antecessores que se conseguiu os recursos para a execução das obras, através dos empréstimos internacionais. Mas o protagonista chama-se Ricardo Coutinho.

Coutinho põe-se a cantar: “Eu não imaginava que a gente pudesse fazer 2,3 mil quilômetros de estradas, nem aqui nem em canto nenhum e nesse segundo semestre teremos a melhor malha viária do Nordeste e programa de rodovias da Paraíba é muito grande e eu sou o governador que mais construiu estradas no Estado”.

Pronto. Está encerrada a controvérsia. Munidos de autocritérios, Coutinho reescreveu a história. Não é sabido se é por causa da ameaça de cassação no processo do Ministério Público Eleitoral, Ricardo prometeu o melhor mandato de sua trajetória política do Estado.

Sobre a segurança pública, a imprensa é culpada pelo avanço da violência; a crise do Trauma de João Pessoa e a solução para fechamento das escolas, assuntos que é só pautada quando entrevistado pela imprensa que imprensa.