PMDB renova mandatos de Maranhão e Manoel Júnior e ordena: cala à boca Vené

Vem do PMDB Federal a notícia de renovação dos mandatos de José Maranhão – senador recém eleito – e Manoel Júnior – reeleito deputado federal – à frente das presidências do partido no Estado e João Pessoa, respectivamente. Os dirigentes nacionais peemedebistas ordenaram que os irmãos “Vital” silenciem sobre o golpe que pretendiam dar nas instâncias aqui em baixo.

Como se sabe, Veneziano Vital colocou a boca no trombone e começou a defender rodízio nas direções, alegando que tinha havido um acordo para Roberto Paulino e Gervásio Maia Filho assumissem a direção estadual e municipal de João Pessoa, respectivamente.

Pior: também defendeu punição para o que considerou de “infiéis” e “traidores”, quando o próprio Veneziano não se empenhou tanto no primeiro turno na campanha do irmão Vital, quanto no segundo turno para reeleger Ricardo Coutinho (PSB).

Ou seja, o PMDB Federal puniu Veneziano e Vital quando resolve renovar os mandatos de José Maranhão e Manoel Júnior à frente das presidências do partido no Estado e em João Pessoa. Ou seja, uma espécie de castigo para quem planejou o golpe.