Vereador pede ‘vigília’ contra abuso de poder da coligação do PSB

Vem numa crescente a denúncia de abuso de poder nas eleições da Paraíba. Nesta quarta (22), o secretário de Turismo de João Pessoa, vereador licenciado Bruno Farias (PPS), manifestou sua preocupação e opinou que os paraibanos façam uma “vigília democrática” até o domingo da votação.

Bruno fez isso em apelo as denúncias de “abuso de poder” que vem enlameando a campanha no segundo turno para o governo da Paraíba. As denúncias estão sendo  objetos de ações judiciais contra a coligação “A Força do trabalho”, encabeçada pelo governador reeleitoral Ricardo Coutinho (PSB).

Auxiliar do governo Luciano Cartaxo (PT), o secretário Bruno Farias veio à boca do palco: “Diante de tantas denúncias de abuso do poder econômico e do uso indiscriminado e despudorado da máquina administrativa estatal (utilizando-se presidiários em atividades eleitorais, comprovando-se a distribuição massiva de cheques do Empreender, a imposição para que funcionários públicos estejam presentes em eventos da campanha, sob pena de serem demitidos sumariamente e outros atos absolutamente repudiáveis), convoco, em nome da cidadania e da democracia, na luta por eleições limpas, todos os paraibanos, para que, na Paraíba inteira, e, principalmente, na grande João Pessoa, possamos fazer, até o próximo domingo, uma vigília democrática, ocupando os bairros de nossas cidades, aliando-nos à Justiça Eleitoral e à Polícia Federal no combate à compra de votos”, disse.

Quer saber: o vereador e secretário Bruno tem razão. Basta lembrar o vídeo em que o secretário-chefe do governo, Fábio Tayrone, declarou: “Meu Amigo Wlad, lhe espero no time que compra e paga… Lhe espero com Flavinho no quarenta… Um abraço… Preciso muito de você agora em 2016”.