Volta a polêmica dos leitos: a Paraíba não criou nenhum; a Paraíba perdeu, diz CFM

Os números quando muitos acabam confundindo a cabeça das pessoas. Por isso, o Conselho Federal de Medicina (CFM) revelou que, ao contrário do que proclama o governo “socialista”, “a Paraíba perdeu 460 leitos hospitalares”. Como se trata de uma entidade referência, então não tem-se questionamento a fazer e, ao contrário, apenas assinar embaixo.

É claro, são números que não agradam o governador Ricardo Coutinho (PSB), Ele também não sabe a quantidade de leitos criados na sua gestão. Já disse que foram 600, 800 e chegou a mais mil. O CFM desmente e apresentou dados baseados em levantamento feito no Ministério da Saúde que mostram: de julho de 2010 a julho de 2014, a Paraíba passou de 8.048 para 7.588 vagas.

O Conselho Federal de Medicina destaca que nos “quatro anos houve perda de 157 leitos clínicos, 33 leitos obstétricos, 335 leitos pediátricos e seis leitos em uma categoria intitulada “hospital/dia”.

Em números absolutos, os dados da Paraíba mostram que os leitos clínicos passaram de 2.786, em 2010, para 2.629, este ano. Os leitos obstétricos passaram de 1.217 para 1.184, os leitos pediátricos passaram de 1.575 para 1.240 e os leitos “hospital/dia” passaram de 64 para 58.