PT ‘engole sapo’ após declarações da primeira-dama

Responsável por criar uma crise na relação entre o PSB do marido-governador e o PT, as declarações da primeira-dama Pamela Borio foram literalmente ignoradas pelo presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, Charlinton Machado. “É uma cidadã comum, paga seus impostos e está inteiramente a vontade para expressar o seu ponto de vista”, afirmou.

Porém, nem todos petistas pensam assim. O vereador Bira Pereira é um exemplo disso: “O governo do PSB foi beneficiado pelas ações da presidente Dilma. Então, o mínimo que se pode exigir é uma retratação dela (Pamela)”. Diz-se que a primeira dama não mede palavras quando quer atingir o alvo.

Mas quem seria o alvo? O PT? Bem, com a palavra a esposa do governador Ricardo Coutinho. Mas o que Pamela disse mesmo foi o seguinte: “Aos insistentes amigos petistas: não votarei no PT nem que seja para salvar a sua vida!”

Puxa! Pegou pesado, ao ponto de uma retratação como defende o vereador Bira ser muito para o que fora proclamado. Então, resta aos petistas chamar ou feito a ordem. Ou do contrário…


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.