Prefeita esclarece porque rompeu: ‘Fui traída!’

Diz-se ser amiga próxima do governo do PSB, mas a prefeita Tatiana Rangel (PT do B) – de Conde, litoral Sul – surpreendeu ao anunciar adesão ao candidato Cássio Cunha Lima (PSDB) ao governo da Paraíba. Justificou a sua decisão o fato do governador reeleitoral Ricardo Coutinho ter se aliado aos opositores no município. Resumiu o desembarque assim: “Fui traída!”.

Tatiana leva, ainda, oito vereadores, 40 suplentes e secretário da prefeitura do Conde. Ela já segue dois aliados do candidato tucano: deputado federal Wellington Roberto – presidente do PR – e o ex-deputado Genival Matias – presidente o PT do B paraibano -, que concorre uma vaga na Assembleia Legislativa. Deu-se na noite passada a decisão de romper com o “socialista”.

A notícia sobre a adesão de Tatiana a Cássio foi veiculada na manhã desta quinta (7), mas sabia-se que isso estava para acontecer, porque o assessor da prefeitura Eudes Felix, em contato com o Portal Maispb disse que “o governador estava trabalhando por debaixo dos panos e se aproximando da oposição a prefeita”.

Contou, ainda, que “o primeiro golpe ocorreu com a exoneração do diretor do Sine de Conde”, ocorrido dia 29, com publicação no Diário Oficial dia (30) seguinte. O ex-diretor Valmiro Ferraz foi substituído por Roberto Lima. A indicação teria sido feita por Estela Bezerra (PSB) – candidata a deputada -, segundo veiculado pelo portal.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.