LUCÉLIO: ‘ACABOU O TEMPO DO PMDB ganhar no tapetão’. Mas a guerra segue

Candidato a senador na chapa encabeçada pelos “socialistas”, Lucélio Cartaxo (PT) voltou a alfinetar o PMDB, rival da campanha majoritária na Paraíba. Ocorre após o resultado do julgamento do Tribunal Regional Eleitoral, que decidiu, mesmo por um placar apertado – 4 a 3 -, manter a aliança do Partido dos Trabalhadores com o PSB, aliança contestada pelos peemedebistas e o petê nacional. “Acabou o tempo do PMDB ganhar no tapetão”, disse.

Para o candidato petista ao Senado Federa, “ficou provado que não adianta apelar para essas práticas ultrapassadas. […] Estávamos certos do nosso direito e ele se confirmou”. A aliança somente ficou confirmada graças ao voto minerva do desembargador-presidente do TRE, Saulo Benevides. Ou seja, a aliança PT/PSB passou se arrastando pelo crivo da Justiça Eleitoral.

O voto do juiz Eduardo José de Carvalho foi decisivo para o resultado do julgamento favorável aos petistas, destacando que não fazia sentido o PMDB impor uma aliança com o PT sem que esse desejasse.

Basta lembrar, no entanto, que a guerra judicial ainda não acabou. Os peemedebistas partem para esfera superior da Justiça Eleitoral em busca do direito de, pelo menos, conquistar o tempo de televisão dos petistas.