PSDB emite segunda nota e diz que ‘memória de Ronaldo foi atingida’

Em mais um capítulo para o rompimento do senador Cássio Cunha Lima – virtual candidato ao governo pelo PSDB – com o governador Ricardo Coutinho, o presidente dos tucanos da Paraíba, deputado federal Ruy Carneiro, emitiu a segunda nota após as provocações do deputado governista Tião Gomes (PSL) contra o partido. O escrito ressalta que o Palácio da Redenção não desautorizou o aliado e alega que, até, a memória do saudoso governador (ex) Ronaldo Cunha Lima foi desrespeitada.

A nota destaca que as ofensas atingiram a Cássio e Ronaldo. Abaixo o escrito:

“O Presidente estadual do PSDB, deputado Ruy Carneiro, lamentou que 24 horas depois dos ataques do presidente do PSL ao senador Cássio Cunha Lima, o Governo não tenha ainda nem desautorizado tais provocações muito menos registrado que o Governador e o próprio PSB fazem outro julgamento dos governos de Cássio e Ronaldo. “O Governo pode até não ser o mentor das ofensas do deputado, mas o silêncio o torna avalista do que foi dito”. Segundo Ruy, agrediram até a memória de Ronaldo, a quem a Paraíba demonstrou toda a sua admiração, por ocasião do velório dele no ano passado. “Quando não se respeitam nem os mortos, quem se vai respeitar?”.

Ruy acentuou que a obra administrativa de Cássio já foi julgada pela Paraíba, que lhe deu mais de um milhão de votos para o Senado e, com seu apoio, elegeu o atual governador. As pesquisas de intenção de votos que dão a Cássio números muito superiores aos dos demais candidatos comprovam a aprovação do governo de Cássio pelos paraibanos. “Cássio fez muitas e muitas obras de pedra e cal, mas seu grande diferencial foi o respeito às pessoas, a capacidade de ouvir, de dialogar e de respeitar movimentos e instituições, sem perseguir nem retaliar ninguém”. 

POR QUEM MAIS PRECISA

Ruy lembrou que Cássio fez o gasoduto, levando gás para o Brejo, Campina e o sertão, construiu inúmeras adutoras, começou a Adutora Translitorânea que ainda não foi concluída, quase seis anos depois de começada, duplicou a área saneada do Estado, aumentou em 50 por cento o saneamento de João Pessoa, construiu centenas de quilômetros de estradas e adutoras, milhares de casas e construiu p Hospital de Trauma de Campina, que o atual governo botou pra funcionar. Cássio deixou ações decisivas para o Estado: levou o ensino médio para todos os municípios do Estado, deu autonomia financeira para a UEPB, deu uma perspectiva de vida e de respeito ao servidor público, com mais de 30 planos de cargos e salários e trabalhou muito pra quem mais precisa. “Por essas e outras obras e ações, a Paraíba tem dado a Cássio os votos e as intenções de voto que as eleições e as pesquisas mostram. Isso é história, quer alguns gostem ou não”.

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.