Deputado vai ter que sair de cima do muro, mais cedo ou mais tarde

João Gonçalves (PSD-foto) não sabe ainda com quem ficará se o governador reeleitoral Ricardo Coutinho (PSB) ou o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) na hipótese de haver um rompimento político. Vai deixar a decisão mais pra frente, segundo relevou durante entrevista televisiva. Como bom governista, ele disse esperar pela não concretização do desfecho. “Será melhor para todo mundo”, disse.

Melhor para o deputado que assim ficaria livre de tomar uma decisão. Afinal de contas, decidir entre deixar de ser governista e abandonar de vez seus verdadeiros aliados não é uma missão muito fácil para o parlamentar. Portanto, a manutenção da aliança seria melhor, principalmente, para ele que não tomaria nenhuma atitude que viesse contrariar nenhum dos lados.

Porém, deve fazer alguns dias que o deputado João Gonçalves não conversa com o presidente do seu partido, o vice-governador Rômulo Gouveia. Ou estaria evitando um encontro para não “morrer” de véspera. Para um eterno governista pense numa decisão difícil entre escolher o hoje e o amanhã com a perspectiva de poder.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.