Estado está no limite, ‘mas não vai haver demissões’, garante Aracilba

Aracilba Rocha (foto) garante que não haverá demissões, mas o governo ultrapassou o limite prudencial de gastos com a folha de pagamento dos servidores públicos. Secretária de Finanças do governo “socialista”, ela não esconde sua preocupação com o futuro financeiro do Estado. “Vamos ter que tomar uma atitude para resolver essa situação”, disse.

A despesa com a folha de pessoal está próximo da casa de 50%. Os cortes serão inevitáveis.

A secretária adiantou que os recursos para o pagamento das folhas dos meses de novembro e dezembro, além do 13º salários de todos os servidores e mais o 14º do magistério e também dos beneficiários do programa Bolsa Família, estão garantidos.

“No próximo ano não sabemos ainda como vai ser, pois a tendência é a despesa aumentar por causa da data-base e o reajuste do salário mínimo”.

Anote aí: pode ocorrer demissões em massa de prestadores de serviço e ocupantes de cargos comissionados, a exemplo do que aconteceu com 16 mil de janeiro de 2011.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.