Nonato produz “ruídos” e tensão para a candidatura reeleitoral

Vice-prefeito de João Pessoa, o jornalista Nonato Bandeira (PPS) concedeu na noite passada uma entrevista ao programa Conexão Direta, do Sistema Arapuan de Comunicação.

Numa das primeiras perguntas foi inquirido a fazer uma avaliação sobre uma possível dissidência do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) do grupo político do governo, transformando-se em candidato ao governo em 2014.

                                            nt

Em timbre peremptório, Nonato respondeu: “O senador Cássio não é uma simples dissidência, mas a dissidência do maior líder político da Paraíba”. Falou numa provável hipótese de rompimento da aliança com o PSB.

Lembrou o historiador José Octávio de Arruda Mello, que em uma de suas obras literária observa que os dissidentes sempre ganham as eleições paraibanas.

A julgar pelas declarações do vice-prefeito do principal colégio eleitoral, o governador Ricardo Coutinho (PSB), hoje, não teria a menor chance de reeleição num confronto com o senador Cássio.

“Há um encolhimento do lado da candidatura do governador (Ricardo Coutinho), que tem a segunda pior performance eleitoral. Ele ganha apenas para a governador Rosalba Ciarline, do Rio Grande do Norte”.

Em seguida, justificou seu ponto de vista: “As pesquisas internas dão ao senador Cássio uma larga vantagem, enquanto Ricardo o digito não sai da casa dos 20%. Essa da Vox Populi – conferiu ao governador 25% – ele já caiu dois dígitos”.

Discordou quando instado a falar que existe apenas a candidatura de Cássio, que é um aliado do governo “socialista”. “Nosso bloco tem o maior tempo de TV, já está sendo ampliado e falta apenas definirmos o nome do nosso representante em 2014…”.

“… Há também a candidatura do PMDB de Veneziano Vital já consolidada e ele tem muita garra e dependendo da formação política pode montar um palanque forte para a presidente Dilma na Paraíba”.

Perguntado sobre a adesão da ex-senadora Marina Silva ao presidenciável Eduardo Campos (PSB), Nonato afirmou que a presidente Dilma saiu lucrando, “porque restaram apenas as candidaturas de Eduardo e Aécio Neves, do PSDB, para se confrontar com a de Dilma…”.

“… Agora, foi péssimo puxando aqui para o Estado, porque independente de Cássio lançar-se candidato ou não ao governo, o PSDB terá que apresentar um nome para ofertar palanque ao seu candidato a presidente Aécio Neves”.

A entrevista foi concluída com uma afirmação do vice-prefeito Nonato Bandeira já declarando presidente do PPS da Paraíba. “Vencemos por WxO; nosso contendores saíram de campo, jogaram a toalha quando não filiou ninguém…”.

“… Ao contrário, saiu Ramalho Leite, João Bosco Carneiro… Não filiaram nem mesmo Buba Germano, conforme promessa”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.