PSB avalia “rompimento” na critica de tucano ao governo “socialista”

A cúpula do PSB deve realizar uma reunião nas próximas horas. Uma espécie de avaliação do quadro eleitoral do próximo ano. Vão à mesa os planos para as eleições de 2014.

Pretende-se reavaliar a estratégia, apressando o passo. No entanto, não só isso, mas principalmente as declarações do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) durante o evento do partido dele nesta segunda (23). Alguns “socialistas” avaliam como iminente rompimento da aliança.

Cássio simplesmente disse que o governo do qual é aliado “não cumpriu os compromissos de campanha”, falou das “obras inacabadas” e “da insegurança que apavora a população paraibana”.

Ou seja, desconstruiu tudo o que o governo “socialista” proclama pelo Estado inteiro de uma gestão operosa, de grandes realizações… Uma espécie de que “nunca e em governo nenhum se fez tanto por essa Paraíba”.

Daí o incômodo do PSB do governador Ricardo Coutinho, sobretudo porque as declarações saíram da boca daquele que o Palácio da Redenção considera o principal e maior aliado da gestão.

O conforto dos “socialistas” é que o tucano pode se reposicionar politicamente da maneira que lhe convier. Porém, não tem cara de oposicionista. Neste aspecto, a tropa do PSB tem absoluta razão.

Quando instado a falar sobre as declarações de Cássio, o presidente do PSB de João Pessoa, Ronaldo Barbosa, disse que “não ouvi”. Certo ele, isso é briga de gente grande.

Então, não tem o que avaliar nada. A aliança acabou, conforme adesivos que circulam nos carros pelas ruas de Campina Grande, segundo maior colégio eleitoral da Paraíba.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.