Para Efraim Filho, o salário mínimo deveria ser de R$ 760

                  ef

O deputado federal Efraim Filho (Democratas-foto) questionou o reajuste de 6,62% anunciado pelo Governo Federal para o novo salário mínimo previsto para 2014. Defendeu um reajuste de no mínimo 12%, o que elevaria o salário de R$ 678 para R$ 760.

Efraim Filho fez questão de ressaltar que a maioria dos aposentados recebe um salário mínimo, sendo em sua grande maioria arrimo de família, além da necessidade de arcar com despesas médicas e pessoais.

“Vale destacar que o fomento do mercado interno ocorre, principalmente, devido ao aumento do salário mínimo que injeta bilhões na economia…”.

“… Entendemos que um reajuste digno para o salário mínimo é uma forma de distribuir renda e fortalecer o mercado interno, aumentando o consumo, a produção e, consequentemente, gerando novos postos de trabalho” defendeu.

Concluiu dizendo também que o seu compromisso é de lutar para que o percentual de reajuste do mínimo de 2014 seja o mesmo para os aposentados e pensionistas aqueles que ganham acima de um salário mínimo, e assim evitar a defasagem salarial por qual passa todos os aposentados e pensionistas.

A proposta de Orçamento deve ser votada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado até o fim do ano. O reajuste passa a valer em 1º de janeiro de 2014.

Assessoria

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.