Ironman, a Paraíba e o homem de ferro: Foi emoção demais

diegopb

O final de semana do signatário do blog foi de emoção, daquelas de arrepiar o corpo inteiro e de escorrer lágrimas pelos olhos por trás das lentes dos óculos escuros. Em Brasília, ao lado de minha esposa Cássia, do outro filho Daniel, da nora Márcia e da neta Malu, de minha filha Priscila, distante daqui, mas também numa torcida que só Deus sabe como, certamente de coração apertadinho; acompanhamos o outro primogênito Diego participando do seu primeiro Ironman, ou 70.3/Brasil.

Uma prova que envolve três esportes individuais, que requer, acima de tudo, muito preparo físico. Começa com 1,9 metros de natação, depois 90 km de bicicleta e, por fim, uma meia maratona (21 km) de corrida.

Não é pra todo mundo. Confesso que fiquei com o coração apertado, mas depois de cinco horas de uma prova intensa, lá vem Diego cruzando a linha de chegada, carregando, para aumentar ainda mais a nossa emoção, a bandeira da Paraíba. Aliás, “Paraíba” é como o meu atleta é conhecido em Brasília pelos seus amigos.

dida

Outra surpresa para mim, que me fez encher de orgulho ao desembarque em Brasília, na sexta-feira à noite, me deparo com a manchete do jornal Brasília Agora: “O homem de ferro”. Fazia referência a Diego.

Bem, está valendo o registro, porque “não basta ser pai; tem que participar”. E saímos na sexta-feira daqui de João Pessoa para sentir a mesma emoção de Diego, que não estava nem um pouco nervoso. Ansioso sim. Era o tempo todo falando na prova. Foi legal e não é avaliação de pai coruja não, mas o meu Diego brilhou para orgulho de todos nós.

Valeu, Diego. Parabéns!

festadiego

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.