É questão de tempo o desmanche da aliança dos tucanos com PSB

Acabou a aliança dos tucanos com os “socialistas”. Não existe mais e deve-se ao resultado da consulta – noticiada aqui com exclusividade – junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que dá ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB) o direito de concorrer à sucessão governamental nas eleições de 2014.

            tucano e pombas

Foi o deputado federal Ruy Carneiro, presidente estadual do Partido da Social Democracia Brasileira, que deu a senha do rompimento da aliança com o PSB. Deu-se durante entrevista concedida a uma emissora de rádio de Campina Grande. Em seu blog, o repórter Dércio Alcântara trouxe a matéria com a informação acerca do suposto rompimento.

Instado a falar sobre a possibilidade de Cássio ser candidato à sucessão em 2014, o deputado Ruy Carneiro declarou o que vem afirmando há meses: “Não só acredito nesta hipótese, como trabalho neste sentido”.

Nos últimos dias não se fala em outra coisa nos bastidores da política que não seja na presença do senador Cássio no cenário da campanha do próximo ano, tentando sua volta ao poder interrompida por uma cassação que até hoje não foi bem ingerida pelo eleitorado paraibano.

Com o aval do TSE, o PSDB paraibano não tem como deixar de lançar sua maior liderança ao governo. Primeiro, porque exige-se a presença dele para ajudar na campanha do presidenciável Aécio Neves, tucano assim como CCL. Depois, o clamor do eleitorado paraibano e das principais lideranças políticas da Paraíba.

Nos corredores do ninho dos tucanos os comentários são de que o lançamento da pré-candidatura não deverá acontecer agora, neste momento, para que não haja ingovernabilidade. Como se sabe, se o anúncio da postulação ocorresse hoje os aliados do senador Cássio na Assembleia teria outro posicionamento, deixando a base do governo.

Sabe o que representaria isso: não ficaria um único deputado estadual para defender o governo no plenário da Assembleia.

E aí… Todo mundo já sabe o que poderia acontecer.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.