Empresário que denunciou malfeito de Ruy pede afastamento de Carneiro

rodolho

O empresário que causou estrago na imagem do deputado federal Ruy Carneiro, presidente estadual do PSDB, com denúncia de irregularidade na aquisição de cadeiras para os estádios Almeidão e Amigão; na época em que Ruy era secretário de Esportes no governo do seu partido, pediu nesta segunda (17) o afastamento do procurador-chefe do Estado, Gilberto Carneiro.

Deu-se durante audiência pública da Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante da Assembleia Legislativa. A convocação ocorreu para debater denúncias da ação civil pública do Ministério Público contra o procurador Gilberto Carneiro e, ainda, as ex-secretárias Ariane Sá (Educação) e Roseana Meira (Saúde).

Os três foram auxiliares do governo Ricardo Coutinho (PSB), enquanto prefeito de João Pessoa. O empresário Rodolfo Pinheiro Lima é o autor das denúncias acatadas pelo MP. Durante a audiência pública, ele desafiou o governador Ricardo Coutinho a afastar o procurador-chefe do Estado.

Pinheiro Lima lembrou: “Quando houve aquela denúncia envolvendo a filha do ex-secretário Urquiza (irregularidade no programa Bolsa Família) o governador pediu a demissão do então secretário da Prefeitura; agora, por uma questão de coerência, ele (Ricardo) deveria adotar o mesmo procedimento.

A denúncia é muito grave, inclusive foi tema de matéria da Revista Veja com repercussão nacional. Durante a audiência da tarde de hoje o empresário exibiu, através de um telão, cópia de farta documentação, mostrando como ocorreu a operação com as supostas irregularidades. Envolveu a compra de móveis da empresa Desk que, de acordo com o empresário, se realizou de forma fraudulenta.

Do alto da tribuna do legislativo estadual, Pinheiro Lima disse que “conforme foi apurado nas investigações realizadas pelos promotores Rodrigo Pires de Sá e Ádrio Nobre Leite, não dando margem a dúvida quando à prática do ilícito”.

Apesar de convocado, o procurador Gilberto Carneiro deu as contas para as graves denúncias. Justificou a ausência afirmando que o caso já se encontra judicializado. Não deixa, porém, de ser uma descortesia ao legislativo estadual e a população paraibana.

As denúncias atingem em cheio a gestão municipal do ex-prefeito Ricardo Coutinho.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.