Caso Gilberto Carneiro: A coragem do governador tem limite

Quase dois meses do indiciamento pelo Ministério Público do chefe da Procuradoria do Estado, Gilberto Carneiro, e o governador Ricardo Coutinho (PSB) parece ter perdido a coragem sempre proclamada quando adotada medidas antipáticas, a exemplo do que aconteceu quando o regime de expediente duplo para os servidores estaduais.

A propósito, ninguém tem mais interesse de preservar o auxiliar do governo Gilberto Carneiro por envolvimento em malfeitos do que Ricardo. Reza contra o acusado envolvimento num esquema fraudulento para compra de materiais escolares junto à empresa DESK. Segundo a denúncia, com valores superfaturados.

A despeito disso, a capacidade do governador de socorrer o amigo é ilimitada. A denúncia partiu do empresário Flávio Rodolfo Pinheiro Lima, autor do processo por danos morais contra o procurador Gilberto Carneiro.

A denuncia ganhou as páginas da Veja On-line, veiculada na coluna Radar, editada por Lauro Jardim. De acordo com o noticiário, o prejuízo ultrapassar a R$ 2 milhões. Além de Gilberto, a ação de improbidade envolve, ainda, as ex-secretárias Ariane Sá (Educação) e Roseana Meira (Saúde).

O governador estaria disposto a livrar a cara apenas de Gilberto Carneiro e Ariene Sá. Como Roseane rachou com o grupo “socialista”, então ficaria sem o apoio do padrinho.

Na conta de Ricardo, o fato é “injusto”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.