Mais um escândalo envolvendo a Paraíba; meteram a mão em R$ 2 mi

Veja você, sai semana, entra semana e o governo do “socialista” Ricardo Coutinho segue pendurado nas manchetes. Em posição constrangedora. Pior: levando a Paraíba aos piores dos escândalos, porque meteram a mão em mais de R$ 2 milhões, recursos destinados à compra de 50 mil carteiras.

Coube ao repórter Lauro Jardim a descoberta da penúltima suposta afronta ao seu dinheiro, meu caro leitor. O mais novo escândalo na Paraíba segue como matéria de destaque da coluna Radar, veiculada na Veja Online.

Gente ligada ao governador, a exemplo do ex-secretário Afonso Scocuglia (Educação) e o então gerente de administração da Secretaria de Educação, Paulo Martinho de Carvalho. A denúncia jogada ao meio-fio não agüenta 24 horas de uma investigação da Polícia Federal.

O malfeito funcionava na compra de carteiras superfaturadas, um negócio feito com à empresa Delta Produtos e Serviços.

Agora continue lendo, porque o texto abaixo tem como autor o repórter Lauro Jardim em sua coluna na Veja Online:

“A Desk, fornecedora de assentos para estádios da Copa como o Mané Garrincha, acaba de ser denunciada por mais um caso de superfaturamento (Mais detalhes em Na Mira do MP).

Desta vez, o Ministério Público da Paraíba acusa a Secretaria de Educação da Paraíba de superfaturar entre 2009 e 2011 a compra de cadeiras para escolas em mais de quatro milhões de reais.

O MP descobriu inclusive que parte dos assentos não foi entregue aos alunos.”

Aparentemente, o noticiário acerbo está servindo para alguma coisa.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.