Morre de câncer, aos 70 anos, o desembargador Paulo Gadelha

Desembargador federal, o paraibano Paulo Gadelha (foto) morreu na tarde deste domingo (10). O câncer que vinha tratando a mais de um ano levou-lhe a vida aos 70 anos de idade. Natural de Sousa, ele estava internado há uma semana no Hospital Santa Joana, em Recife. O corpo do magistrado será sepultado nesta segunda (11), na capital pernambucana.
Paulo Gadelha foi nomeado desembargador do Tribunal Regional Federal da 5ª Região em 2001, chegou a ocupar a vice-presidência da Corte. Ocupou várias funções públicas, inclusive deputado estadual. Foi diretor geral do Banco do Nordeste, autor de vários livros e escrevia uma coluna no Jornal Correio da Paraíba e Diário de Pernambuco.
É de uma família tradicional. Paulo Gadelha é irmão do ex-senador Marcondes Gadelha, dos médicos Renato e Dalton Gadelha, também do presidente da Fiep, Buega Gadelha, também do engenheiro Jorge Gadelha e Socorro, única irmã. Mais dois irmãos: Salomão Gadelha, ex-prefeito de Sousa; e o advogado Doca Gadelha, já falecidos.
Paulo Gadelha é tio do deputado federal Leonardo Gadelha (PSC) e primo do prefeito de Sousa, André Gadelha, que decretou luto oficial no município por três dias.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.