Governo deve perder reforço, mas pode estar operando em favor de Matias

A julgar pela movimentação do filho – ex-deputado Dunga Júnior, de seguir o então prefeito Luciano Agra, de João Pessoa, durante o rompimento com o governador Ricardo Coutinho (PSB), o futuro deputado Carlos Dunga (PTB) deverá ingressar na base de oposição, ou seguirá, com afirmam os políticos, uma linha de “independência”.
Recentemente, Carlos Dunga reclamou que tinha sido “abandonado” pelos políticos que ajudou a eleger na campanha de 2010, citando nominalmente o governador Ricardo Coutinho. Porém, o ex-presidente da Assembleia Legislativa não quer falar do assunto agora, alegando que precisa de uma definição oficial sobre quando tomará posse na vaga de Genival Matias (foto), deputado governista.
Na hipótese de Dunga seguir uma linha de “independência”, perde o governo um parlamentar dos nomes que o Palácio da Redenção conta para ampliar sua base no plenário do legislativo estadual. Se pender para o lado oposição, o futuro deputado se transformará num “calo” para os governistas por causa de sua longa experiência parlamentar.
Peca o líder do governo socialista, deputado Hervázio Bezerra (PSDB) quando afirma que só vai procurar Dunga em caso de confirmação de sua posse. Quer dizer, pode estar havendo uma operação do Palácio em defesa da permanência de Genival Matias.
Que é isso, companheiro ?!?!?

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.