Lei Orgânica comestível é a mesma que cassa mandato

Em Patos, o vereador Josmá Oliveira (PL) está iminência de ser cassado, caso a mesa diretora da Câmara Municipal de Patos seja provocada neste sentido. O motivo: rasgou e “comeu” a Lei Orgânica do Município.

Ainda mais a forma de protestar não é legal, tornando público o seu ato, que caracteriza a quebra do decoro parlamentar. Terá muita sorte se o legislativo patoense não usar o regimento para cassar o mandato do parlamentar.

Josmá não poupou críticas a outros parlamentares, segundo ele, que não seguem o Regimento Interno e nem respeitam a Lei Orgânica, como se ele tivesse respeitado ao rasgar e “comer” pedaços do documento.

“A oposição se utiliza do discurso que tem que seguir o Regimento e a Lei Orgânica, mas quando é ao contrário não querem seguir”, proclamou ele.

Em sua fala, o parlamentar desqualificou a importância do Regimento e da Lei Orgânica. “Não servem de nada aqui; é melhor comer mesmo, pelo menos está servindo para alguma coisa, já que não está sendo seguida. É triste um negócio desse”, concluiu.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.